terça-feira, 18 de julho de 2017

Lula compara Moro a 'czar' e diz que força-tarefa da Lava Jato mentiu

Do portal msn

Condenado na última semana a nove anos e meio de prisão, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, na manhã desta terça-feira, 18, que o juiz federal Sérgio Moro, responsável pela sua sentença, "não pode continuar se comportando como se fosse um czar". O petista também acusou a Polícia Federal e o Ministério Público da Lava Jato de ter mentido a respeito das investigações, lembrando a apresentação em Power Point feita pela força-tarefa da operação, no ano passado.
"O juiz Moro não pode continuar se comportando como se fosse um czar. Ele faz o que quer, como quer, sem respeitar o direito democrático, sem respeitar a Constituição. Ele vai passando por cima, não deixa a defesa falar, tenta cercear o direito da defesa", disse o ex-presidente à Rádio Capital de São Paulo. "Montaram uma mentira desde o começo. Quando eu vi aquele Power Point desenhado pelo (procurador Deltan) Dallagnol, me dei conta que era um processo eminentemente político."
Segundo o petista, que voltou a afirmar, em pronunciamento um dia após sua condenação, que quer se candidatar em 2018, o processo "está ligado ao fato de não quererem que o Lula possa voltar a ser candidato a presidente da República."
O ex-presidente foi condenado pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro na ação que envolve o triplex no Guarujá. Na sentença, Moro considerou existirem provas para condenação do petista pelo recebimento de R$ 2,2 milhões de propinas. O ex-presidente, porém, voltou a afirmar que a sentença é uma "peça cheia de inverdades" e que o magistrado "não levou em conta os autos do processo".
"A Polícia Federal da Lava Jato mentiu, o Ministério Público da Lava Jato mentiu, e o juiz deu uma sentença sem explicação. Ele passa 60 páginas se explicando sobre a sentença sem nenhuma prova", disse Lula.
Como já disse outras vezes, Lula voltou a afirmar que a prisão de potenciais delatores acaba incentivando os acordos de colaboração premiada. "Uma coisa é o cidadão se apresentar espontaneamente e dizer 'quero fazer uma delação'. Outra é ver os delatores levando uma vida de nababo", disse o ex-presidente. "As pessoas estão presas, elas delatam até a mãe."
Questionado sobre novos nomes no partido, o ex-presidente não citou nenhum possível candidato do PT para 2018 em seu lugar. "Eu não acho que tem que ser eu. Eu tenho condições porque já provei que sou capaz de governar esse País", afirmou. O petista voltou a dizer que vai pleitear ao partido o direito de ser candidato à Presidência.
Sobre o presidente Michel Temer (PMDB), denunciado por corrupção passiva pela Procuradoria-Geral da República em junho deste ano, Lula afirmou que o peemedebista "não tem mais qualquer possibilidade de continuar governando".
"A autoridade moral dele acabou, embora ele tenha uma sustentação na Constituição para estar exercendo o cargo em que ele está. A verdade é que ele não tem mais na sociedade brasileira qualquer possibilidade de governar", disse o ex-presidente, defendendo que Temer renuncie e convoque eleições diretas para presidente. "O Brasil não pode ficar quase 18 meses esperando uma eleição", disse.

domingo, 16 de julho de 2017

PREFEITURA TRANQUILIZA MAGEENSES SOBRE POSTOS DE SAÚDE

Arquivo
O fechamento de alguns postos de saúde da família no Município de Magé vem preocupando e até gerando revolta entre a população. O prefeito Rafael Tubarão está preocupado com a apreensão popular e explica que está usando de todos os esforços para minimizar os problemas advindos desta decisão. Ao mesmo tempo, ele explica que os usuários serão remanejados para outros postos, sem que isso prejudique os atendimentos. Das mais de 60 unidades, algumas são próprias e outras alugadas. As unidades próprias são pouco mais de 40. Tudo custeado pela prefeitura, com arrecadação própria, que hoje não é mais a mesma de anos atrás, devido à crise econômica, política e social que o país atravessa.
O prefeito de Magé está consternado com o fato de serem necessários alguns desligamentos de profissionais. No entanto afirma que os pacientes acamados, idosos e outros mais vulneráveis não ficarão sem atendimento. Mais do que isto, serão sempre prioridades. Tubarão afirma que a sua intenção é equilibrar receitas para criar as clínicas da família, sendo uma em cada distrito, com as especialidades médicas mais necessárias. Para ele, pior do que fechar é manter aberto sem funcionamento. Manter tudo aberto e não ter condições de tratar a população de acordo com a necessidade, o carinho e o respeito que todos merecem. É atrasar salários de enfermeiros, médicos e demais servidores.

Enfim, todos os esforços do governo municipal estão concentrados em oferecer o melhor, neste momento especial, dentro das condições da municipalidade. O que ele não vai, de modo algum, é fazer o povo pensar que ainda tem o que já não tem. No mais, a sua palavra é de que Magé não ficará sem saúde pública, e a prefeitura não vai deixar que se instale o caos enquanto ele luta pelas clínicas da família.

DEPUTADO NALIN: PREOCUPADO COM O COLETIVO

Arquivo
Depois que Zé Augusto Nalin assumiu, recentemente, a vaga de deputado federal, a cidade de Magé vem aparecendo de forma favorável no cenário político nacional. Com determinação e veia empreendedora, Nalin tem trazido para Magé, tudo aquilo que nós, do Redator, sempre defendemos, que é uma mudança de visão e comportamento, o incomoda a certos grupos, mas o deputado mageense não se importa muito com isso e demonstra um grande apreço pela cidade
Quando chegou a Brasília, para tomar posse do cargo, Zé Augusto Nalin foi indagado sobre o que mais deseja para Magé. Sua resposta foi imediata e segura: ele quer ajuda para sua cidade. Disse até que não quer nada que não seja direcionado para Magé. Sua grande ambição é conseguir obras importantes e necessárias, mais educação pública, saúde, água, turismo, Transporte e emprego. “Quero que vocês me ajudem a ajudar minha Cidade, Magé tem sido muito desprezada e eu preciso reverter essa situação, eu não quero nada pra mim”, disseele. Parece ter sido a primeira vez que aquela casa ouviu um parlamentar se pronunciar dessa forma. Nalin é e tem sido incisivo em sua proposta. Tanto é, que Magé tem recebido mais atenção do Governo Federal, a exemplo obras do COMPERJ, que foram reiniciadas.  O mesmo ocorre com o bairro da Barbuda. Nalin também busca, com sua equipe, a desinterdição do porto de Piedade, visando o investimento turístico na região. Ele atua em várias comissões e tem buscado apoio para a Agricultura, a pesca e outros setores importantes.
Nalin pensa maior, porque pensa no coletivo, não pede para ele. Estamos em um momento político crucial, com a possibilidade de queda do atual Presidente. Como Nalin é da bancada do PMDB, mas é Suplente, e abriu mão de tudo para pedir por nossa Cidade, no que vem sendo ouvido, ele entende que não deve atuar de nenhuma forma que prejudique a cidade. Nalin tem usado as redes sociais para falar com as pessoas, ficar mais perto, ouvir, valorizar a Imprensa local e buscar parceria com a mesma, o que é um fato grandioso e inédito em nossa Cidade. Ele é afeito ao diálogo e gosta de ler, coisa que bem poucos fazem naquela casa. Leu todo o processo de denúncia contra Temer, que tem mais de 2000 laudas, e pensou profundamente: Se votar pelo clamor popular, perde a cadeira e Magé não vai ganhar com isso. “Não posso deixar de me posicionar, mas tenho que pensar no que vem depois” determinou para si. Nalin reuniu seus parceiros e quis ouvir de cada um, como eles achavam que ele deveria votar. Depois de explicar todo o trâmite do processo e os bastidores em Brasília, Nalin quis saber a opinião de cada um. O debate foi acalorado, mas prevaleceu o bom senso. Pesou na opinião de todos, o pouco tempo que resta para o término do Mandato, o risco de Magé perder seu representante, além dos benefícios que vem recebendo.
Por fim, Zé Augusto Nalin decidiu que maior do que votar contra ou a favor de Temer, é votar a favor do povo de Magé, que ainda pode ser muito beneficiado. Um toque de sabedoria nestes tempos de muito rompante partidário sem se pensar a fundo na população, que no fim das contas, fica perdida em uma espécie de fogo cruzado.

terça-feira, 11 de julho de 2017

POSSÍVEL DESATIVAÇÃO DE POSTOS DE SAÚDE PREOCUPA MAGEENSES

Segundo informações que chegaram a nossa redação, está nos planos da Prefeitura Municipal de Magé, desativar mais de vinte postos de Saúde da Família no município. A medida foi aprovada pelo Conselho Municipal de Saúde, com algumas modificações. A mesma nota informa que os médicos e enfermeiros dessas unidades deverão ser exonerados. Os demais continuarão em serviço, subordinados aos postos centralizados.

Uma nota preocupante para os mageenses, que já vivem sobressaltados com os dramas na saúde pública em todo o país, e de forma acentuada no estado do Rio de Janeiro. Em Magé, esse drama vem sendo minimizado pelos esforços do Prefeito Rafael Tubarão para cuidar da saúde pública e garantir a dignidade de população com atendimentos eficazes. Torçamos para eu isso não represente uma queda brusca na qualidade dos serviços de saúde.

EDUCAÇÃO PÚBLICA É A GRANDE PREOCUPAÇÃO DE NALIN

O deputado Zé Augusto Nalin (foto) intensifica sua vigilância sobre as questões da educação pública. Nalin é atuante nessas questões dentro da cidade de Magé,  que ele representa, mas também se preocupa com todo o Estado do Rio  de Janeiro. Ele participou recentemente de audiência na Comissão de Educação, onde se tratou da alteração na composição do Fórum Nacional de Educação (FNE) criado em 2010. Zé aproveitou sua fala para conscientizar os convidados e parlamentares presentes, de que o dever e a responsabilidade da educação com qualidade é de todos os que estão envolvidos para que isto aconteça. Nalin informou que sua luta em prol da educação é constante, porque são muitas as agonias relacionadas à valorização dos professores, aos cuidados com o aluno e a tranquilidade que os pais precisam ter, com seus filhos na escola.
"Não podemos negligenciar a  educação. Dela dependem o futuro de nossas crianças e o futuro do país", afirma Zé Augusto Naln.

ALUNOS DE MAGÉ APRENDEM SOBRE EDUCAÇÃO AMBIENTAL E DEFESA CIVIL

A Secretaria de Defesa Civil finalizou recentemente o projeto “Defesa Civil nas Escolas”, promovido com o apoio da Secretaria de Educação e Cultura. A ação realizada na Escola Municipal Professora Ruth Taldo França em Santo Aleixo teve como objetivo levar para a sala de aula, de forma lúdica, o conhecimento dos termos técnicos da defesa civil e educação ambiental.
Durante as aulas os alunos, do 5° ano do Ensino Fundamental, aprenderam os procedimentos que devem ser tomados em caso de deslizamento de massa, por exemplo. Nas três primeiras aulas foram abordados temas relacionados à proteção e defesa civil e educação ambiental. Já no último dia, foi realizada uma simulação de evacuação onde os alunos puderam colocar em prática o que aprenderam.
A iniciativa também contou a equipe da Cruz Vermelha e com a colaboração dos alunos do curso de Ciências Biológicas, do polo de Magé do Cederj, que ministraram palestras e oficinas junto aos técnicos da Defesa Civil.

sexta-feira, 7 de julho de 2017

SOBRE A VIOLÊNCIA EM PIABETÁ E A POLÍTICA NACIONAL

O alvejamento de três policiais em Piabetá, na noite de quinta-feira 6 de julho dá um panorama de como a violência está presente em todos os cantos de qualquer cidade do Rio de Janeiro. Até poucos anos atrás, Piabetá era tranquilo, como se podia dizer do centro de Magé e de toda a cidade, alguns anos mais. Mas isso é previsível, diante da crise criada pelo governo federal, visando a criação do caos e a invenção de um futuro salvador a ser eleito por um povo vencido pelo cansaço. 
Fazem parte desse projeto macabro, o desmantelamento da instituição policial, a desestruturação da educação, da saúde pública, os índices absurdos do desemprego, a fome, as doenças, a insegurança. Quanto maior o caos, maior o impacto eleitoreiro, quando surgir o salvador para dar uma festa de algum tempo e depois estabelecer novamente o caos, com vistas a outro salvador, e assim por diante. Quanto maior o caos, maior a vantagem do poder maior e seus parceiros.
Noticiar mais essa violência da noite do dia 6, com todos os detalhes, é cansar o leitor com um assunto repetitivo, banalizado, e fazer coro ao terror eleitoreiro dos governos estadual e federal, cujos objetivos estão em sintonia. Continuamos acreditando nas urnas como a solução para mudarmos o país. Do que precisamos não é a volta da ditadura militar nem a mudança do regime eleitoral. Precisamos, sim, da mudança de postura popular; de mais observação e consciência.
É urgente sabermos quem é quem na política nacional. Quem são os nossos carrascos presentes e quais podem ser os nossos carrascos futuros, se continuarmos a aceitar a imposição de nomes que representam o continuísmo do que aí está. Os que passaram pelo poder, e os que têm qualquer ligação, por mínima que seja, com eles, são a certeza desse continuísmo. A renovação que o país exige não pode ser parcial. Tem que ser completa, irrestrita e criteriosa.

quarta-feira, 5 de julho de 2017

Opinião - EM NOME DA ÉTICA


Há um grande número de cidadãos focados especificamente no que a lei permite, proíbe ou manda. Isso é bom, porque muitos crimes, delitos e contravenções deixam de ser praticados, pela mera existência do temor da lei. Por existirem, ainda bem, essas pessoas temerosas das consequências diretas de seus atos, mesmo que lhes falte caráter para, no fundo, não desejarem praticar tais atos.
A realidade se complica, e muito, quando a ética está em jogo. Sendo ela o conjunto de posturas e atitudes que a lei não manda nem proíbe, muita gente boa, em princípio, porque não comete crime, abusa do atentado impune ao ser humano. Constrange, prejudica, passa para trás, engana, falta com a palavra, faz fofoca, dedura e até ganha pontos com quem lhe convém ou interessa agradar, mesmo que prejudique aquelas pessoas que não oferecem retorno, vantagem, promessa, ou das quais apenas não gosta.
Falta-se muito com a ética nos ambientes de trabalho, nas igrejas, agremiações e outros grupos, em troca de promoções, prestígio, atribuições, privilégios e cargos que pertencem a outros. Muitas vezes tão só para ficar bem aos olhos do líder, e ter a honra questionável de se tornar mais íntimo.
Também se falta muito com a ética em nome de um destaque na família... da disputa pela preferência geral. Nos dissídios e nas intrigas envolvendo proles. Algumas vezes, pela simples curiosidade ou desejo de cutucar desafetos do outro lado, por intermédio de alguém mais frágil, dependente ou ingênuo, que no fim das contas é igualmente prejudicado sem nem saber a razão.

São muitas as crueldades. Os atos perniciosos não previstos em lei. E a ética, intocável para o jugo da lei, em nome da graça, do arbítrio e da liberdade responsável do ser humano, fica seriamente comprometida. Uma sociedade sem lei é truculenta; brutal... sem ética, é hipócrita e nojenta.

MAGÉ SE DESTACA NA REGIÃO LESTE FLUMINENSE

Nesta sexta-feira, 30, o prefeito de Magé, Rafael Tubarão, participou da assembleia geral extraordinária convocada pela presidência do Consórcio Intermunicipal de Desenvolvimento da Região Leste Fluminense (Conleste). Formado por 15 municípios das regiões Serrana, Metropolitana, dos Lagos e Baixada Fluminense, o Consórcio tem como objetivo fortalecer as ações das prefeituras e lutar pelo crescimento econômico da região. Durante o encontro, a nova diretoria do Conleste para o biênio 2017/2018 foi empossada e o consórcio passa a ter como presidente o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, e como vice-presidente, Sadinoel Oliveira, prefeito de Itaborai.
O prefeito de Magé foi peça fundamental para a criação da chapa que trouxe a união do grupo. “Depois de muito diálogo concluímos que seria muito importante que o Conleste fosse composto por uma chapa única. Trabalhei bastante para intermediar esta decisão que vai impactar e trazer melhorias para todas as prefeituras envolvidas. Em consenso, fizemos, nesta sexta-feira, a eleição de uma chapa que vai trabalhar em unidade”, falou Tubarão.
O Conleste é um dos consórcios mais importantes do país, pois reúne municípios do Estado do Rio de Janeiro que possuem grande potencial econômico. “Estamos formando um grupo forte composto por prefeitos que vão lutar de forma integrada para trazer melhorias para os municípios. Surge uma nova força política! Vamos buscar verbas federais e elaborar estratégias para atrair novos investimentos, promovendo o desenvolvimento dos municípios e dos cidadãos”, concluiu o prefeito Rafael Tubarão.
Pauta oficial

domingo, 2 de julho de 2017

FEIRA LITERÁRIA TRAZ CULTURA E ENTRETENIMENTO A MAGÉ

28 jun 2017
O Calçadão de Magé será palco de um grande evento literário por doze dias seguidos. A 3ª FLIM, Feira Liiterária de Magé terá, a partir de 3 de julho, segunda-feira, uma vasta programação recheada de atrações como saraus, oficinas, apresentações teatrais e lançamentos de livros. A versão deste ano é uma parceria entre a Fundação Educacional e Cultural de Magé, Secretaria Municipal  de Educação e a dupla Flávio Valadares e Rodrigo Lobo, executivos da Editora Motivos além de escritores, educadores, músicos e contadores de histórias. 
Cristina Bastos está empolgada com o evento que,segundo suas expectativas, tem tudo para superar o sucesso dos anteriores. “A Feira Literária é uma grande oportunidade para que, principalmente as crianças e adolescentes, tenham acesso aos livros em sua forma física, já que vivem tanto no mundo virtual. Nosso objetivo é trazer um pouco da literatura brasileira, da arte e da cultura. Vamos abordar todos estes temas ao longo dos 15 dias de feira”, afirma a diretora da Fundação Educacional e Cultural de Magé, que acrescenta: “Teremos a oportunidade de vivenciar a cultura local, do mageense para o mageense. A programação diária será finalizada com apresentações musicais”. 
PROGRAMAÇÃO
DIA 03 (SEGUNDA)
MANHÃ – exposição dos livros
10 h – A pílula falante – Monteiro Lobato
TARDE- 15 h – Arena Jovem
Tema: Do texto à tela: trajetórias da narrativa
Presença do ator televisivo Rick Tavares
17 h Abertura Solene com autoridades
Momento Era uma Vez!
Realização de Oficinas

DIA 04 (TERÇA)
MANHÃ – 10 h – Dinamização de Leitura com alunos Profa Adriana Antunes – Fábulas
TARDE – 15 h – Doces Tardes Studio Cinza
Realização de Oficinas

DIA 05 (QUARTA)
MANHÃ – 10 h – Luana Perfomance musical
TARDE – 15 h – Sarau Histórico
16h30- Happy Hour Literário André Alves
Realização de Oficinas

DIA 06 (QUINTA)
MANHÃ – 10 h – Apresentação de Ballet
TARDE – 14 h – André Alves “Que bicho é esse?”
15 h – Demétrio Sena e Antônio Sena (Mirindiba)/Sônia Monteiro
Perfomance de Dinamizadores com alunos sobre a Lenda da Mirindiba Profa Regina
17h -Perfomance Ana e Júnior
Realização de Oficinas

DIA 07 (SEXTA)
MANHÃ – 10 h – Sarau Poético/ Livro: Pra frente é que se anda! Flávio Valadares e Rodrigo Lobo
11 h – Apresentação de Mágica
TARDE – 15 h Café Literário – Tema: O eu literário: versos de uma narrativa
OBJETIVO: Fazer um debate com escritores sobre suas influências literárias, suas obras e a o papel da literatura na vida de cada um.
16h30 – Happy Hour Literário com Anderson
Realização de Oficinas

DIA 08 (SÁBADO)
MANHÃ – 9h Erick/Victor “Palhaçaria”
11 h- Aulão de Capoeira
Momento “Era uma vez!”

DIA 10 (SEGUNDA)
MANHÃ – 10 h – Contação de Histórias “Contos de arrepiar” Profa Ana Cristina
11 h – Lançamento do Livro da aluna da E.M. São Nicolau
TARDE – 15 h – Café Literário – Era digital: um link para a formação do leitor?
CONVIDADA: Escritora Michele Carvalho, Youtuber Yago Rodrigues e profa Virgínia Riguete
OBJETIVO: Discussão sobre os leitores na era tecnológica, sobre o que leem, que tipo de leitura é essa, a morte do livro.
16h30 – Happy hour Literário Stand up Comedy Márcio Emerick
Realização de Oficinas

DIA 11 (TERÇA)
MANHÃ – 10 h – Lançamento do CD “Bom mesmo é ser criança!” com Flávio Valadares e Rodrigo Lobo
TARDE – 15 h – Sarau Poético com Luana e Rita
Realização de Oficinas

DIA 12 (QUARTA)
MANHÃ – 10 h – Contação de Histórias profa Luciene
TARDE – 15 h – Apresentação de Mágica

DIA 13 (QUINTA)
MANHÃ – 10 h – Contação de Histórias Profa Michele
TARDE – 15 h – Café Literário – Prosa e verso: no compasso da palavra
OBJETIVO: Sarau de poesia e músicas. CONVIDADOS: Demétrio Sena e Elizabeth Justino
16 h 30 – Happy Hour Literário Serginho Oliveira
Realização de Oficinas

DIA 14 (SEXTA)
MANHÃ – 10 h – Sarau Histórico
11 h – Aulão de Capoeira
TARDE – 15 h – Contação de Histórias
16 h30 – Happy e Hour Literário com Serginho
Realização de Oficinas

DIA 15
MANHÃ – 10 h – Encontro das Artes
Momento “Era uma vez!”

ARTISTAS PLÁSTICAS ENCANTAM PÚBLICO MAGEENSE

Nos últimos dias, duas artistas plásticas se destacaram em Magé, com exposições que levaram encanto e surpresa ao público visitante. Bianca Santana, com sua mostra O QUE É DIVINO PARA VOCÊ?, no Bendito Café, em santo Aleixo, e Sônia Monteiro, que inaugurou sua exposição CORES EM MOVIMENTO, na Fundação Educacional e Cultural de Magé, no centro do primeiro distrito. Enquanto Bianca revela em sua arte uma variação de motivos religiosos que se misturam harmoniosamente em mandalas, bandeirolas, quadros e miniaturas, Sônia Monteiro  expõe sua nova face artística em objetos de grande porte, instalações e caixas de surpresa; uma delas com mini-espelhos que multiplicam as expressões.
Magé sempre foi um celeiro de grandes talentos nas letras e nas artes. Escritores, pintores, músicos, atores e cultores de outras vertentes mostram seus trabalhos como podem. Muitos alcançaram sucesso além dos limites da cidade, do estado e até do país, sempre por sua conta e risco, até alcançarem o reconhecimento merecido dentro  fora de sua região. É o caso de Bianca e Sônia, que hoje são reconhecidas aqui e acolá, graças aos seus esforços pessoais. No caso de Sônia Monteiro, ela hoje conta com uma parceria importante com a Fundação Educacional e Cultural de Magé, presidida pela
Sônia, entre Cristina e Alison
educadora Cristina Bastos que, com o aval e o apoio da Secretária Municipal de Educação Alison vem fazendo um trabalho de descoberta, incentivo e reconhecimento dos talentos da cidade. A própria Sônia tem ajudando nesse processo.
A exposição de Bianca pode ser visitada até o dia 21 de julho, sempre de quinta a domingo, das 16h às 21h. Os trabalhos de de Sônia podem ser visitados de segunda a sexta-feira, em horário comercial. Não sabemos a data do encerramento, mas o público terá pelo menos o mês de julho para conferir a exposição. Nos dois casos, vale muito a pena. Abaixo, algumas obras de Bianca e Sônia. As de Bianca estão definidas pelos temas religiosos. As de Sônia são os objetos.












PROCON ADVERTE AGÊNCIA BANCÁRIA EM PIABETÁ

Imagine o caos: Idosos, gestantes, portadores de necessidades especiais durante horas na fila do banco. Esse foi o cenário que o Procon enfrentou há dias, em Piabetá. O órgão atendeu à denúncia das centenas de clientes que ficaram tanto tempo à espera de atendimento, e aplicou uma advertência à agência do Itaú no Centro do sexto distrito.
De acordo com o documento, a agência do Itaú tem 30 dias para adequar o processo de atendimento aos clientes, respeitando o tempo pré-determinado por lei, com o prazo máximo de espera de 20 minutos em dias normais e 30 minutos em véspera e pós-feriados. E em caso de necessidade, colocando pessoal suficiente no setor de caixas e gerência, para atender à demanda.
João Roberto Marques, diretor do Procon no município de Magé alerta que “a população pode e deve se informar sobre seus direitos, e estamos à disposição para atender e orientar tanto consumidores quanto aqueles que prestam os serviços para que haja harmonia nesse relacionamento e se evitem situações como esta”. Hoje quem vive em Magé e também quem compra produtos ou recebe serviços na cidade tem três pólos onde pode obter atendimento da Defesa do Consumidor: a sede em Piabetá e mais dois núcleos em Magé e em Santo Aleixo.
João Roberto também afirma que entende as críticas feitas ao próprio Procon, mas explica que tem  se esmerado em resolver essas questões operacionais e humanas das melhores formas possíveis, e que só recentemente tem conseguido melhor estrutura para o seu trabalho. Ele assegura que a sua maior preocupação é o bem estar das pessoas que precisam recorrer ao órgão.

Serviço:

Sede: Terminal Rodoviário de Piabetá - Av. Santos Dumont, s/nº - Piabetá
(21)2650-9238
Núcleo 1: Av. Simão da Motta, 833 (térreo) ao lado da Igreja Batista - Centro, Magé.
3655-7938
Núcleo 2: Centro Administrativo - Avenida Othon Lins Bezerra de Mello, 329, Santo Aleixo.

Atendimento de segunda a sexta-feira das 9h às 17h.

terça-feira, 27 de junho de 2017

ALUNOS DO CENTRO EDUCACIONAL FIRMO RECEBEM ESCRITORA EM EVENTO LITERÁRIO

A orientadora pedagógica Natália, do Centro Educacional Firmo (CEF), de Suruí, no quarto distrito de Magé está fazendo com os alunos daquela unidade um trabalho excelente de fomentação do prazer da leitura. Distribui livros infanto juvenis para leituras e posteriores comentários, criou com a diretora Neuci uma biblioteca móvel, e nesta segunda-feira 26 de junho, com a participação do arte-educador Demétrio Sena e das professoras Neiva e Mirlene, organizou um momento especial: reuniu as turmas de sexto e sétimo anos para um bate-papo literário, tendo como convidada a artista plástica e escritora Sônia Monteiro, que falou de seu trabalho, leu alguns textos e autografou exemplares de seu livro Brincando Com as Palavras, com o qual se se lançou no mundo editorial, no ano passado.
Na mesma ocasião, alguns alunos falaram sobre os livros que leram durante o mês, e ouviram textos lidos pelo arte-educador Demétrio, de seu livro Maldições, Amores e Crenças, além das palavras de incentivo da Natália e das professoras participantes. Para Sônia Monteiro, o momento simples e breve foi de muita importância. Ela afirmou que diante do grande interesse da sociedade pela leitura, essa questão deve mesmo ser trabalhada de forma gradativa e suave, para não soar como castigo nem obrigação, e sim, como um prazer, pela descoberta de cada um, de como ler é mágico. Também foram distribuídos livros autografados de Demétrio Sena, e exemplares de um livro de haicai, da escritora Benedita Azevedo, que também foi convidada, mas não pôde se fazer presente, por motivo de viagem.



segunda-feira, 26 de junho de 2017

ESCOLAS MUNICIPAIS DE MAGÉ ELEGEM CONSELHOS

Informações e imagem do portal da prefeitura
Uma grande mobilização da comunidade escolar em Magé vai movimentar a rede municipal de ensino. Nesta terça-feira acontecem as Eleições do Conselho Escolar que definem os representantes de alunos, pais e funcionários que vão participar na gestão das escolas e creches pelos próximos três anos.
“O Conselho Escolar é uma conquista na Educação de Magé. Ele participa ativamente nas decisões do dia a dia em cada uma das escolas e creches. Um aprendizado de cidadania e democracia, com um processo completo que tem a apresentação de candidatos, comissão eleitoral, até a boca de urna acontece”, explica a articuladora dos conselhos municipais e escolares, Alba Valéria Baensi.
Nas eleições do Conselho Escolar, alunos votam em alunos, pais em pais e professores em professores, uma comissão organiza todo o processo eleitoral que será na próxima terça-feira e terá a apuração de votos realizada imediatamente no término dos turnos de aula.
Alba explica que “desde 2012 o Conselho Escolar foi implantado, com mandato de dois anos. Agora após ser instituído por lei, pela primeira vez o mandato será de três anos”.
Norteado pelo Plano Nacional de Educação (PNE), a rede municipal de ensino de Magé tem um documento local, o Plano Municipal de Educação, que estabelece por lei, as 20 metas para serem cumpridas num prazo de 10 anos.

“Os conselhos são uma conquista importante e representa o cumprimento da meta 19, que trata da gestão participativa. Já temos o Conselho Escolar, o Conselho Municipal de Educação e agora já temos três escolas com grêmios estudantis estabelecidos, um salto para nossa educação pela parceria com a família que fiscaliza e fica mais próxima da escola”, explica a secretária de Educação e Cultura, Álison Brandão.

CORPO EM DECOMPOSIÇÃO É ENCONTRADO EM PAU GRANDE

Um corpo de um homem não identificado, de cor clara, já em estado de composição, aparentando ter em torno de 30 anos, foi encontrado em um terreno na localidade de Morro das Cinzas, em Pau Grande, no sexto distrito de Magé. Estava com uma calça azul, jeans e uma camisa de malha, azul e branca, e tinha marcas de queimadura, entre ouras torturas. O proprietário do terreno ia fazer uma capina no local, quando teve a surpresa, e imediatamente chamou a polícia. 
Os policiais foram até o local, fizeram os procedimentos de praxe, e precisaram da ajuda de bombeiros e uma equipe da defesa civil, para retirar o corpo dentro do que é a praxe. A equipe do Redator se fez presente e fotografou, mas não achou recomendável publicar a foto, devido ao estado do corpo e a reação que poderia causar nos leitores. O corpo seguiu para o IML, onde poderá ser reconhecido por familiares. 

terça-feira, 20 de junho de 2017

IPHAN revoga valor cultural de bens da primeira Estrada de Ferro do país

Amigos preservacionistas,

com profundo pesar tomei conhecimento ontem (07/06) que em sessão extraordinária da Comissão de Avaliação do Patrimônio Cultural Ferroviário, em 20 de abril de 2016, isto é, dez dias antes da Estrada de Ferro Mauá completar 162 anos, o IPHAN revogou a valoração de bens da primeira estrada de ferro do país.
Dos 24 bens valorados da Estrada de Ferro Mauá, pelo nítido valor histórico e cultural, nos termos da Lei n.º 11.483, de 31 de maio de 2007, e da Portaria IPHAN n.º 407, de 21 de dezembro de 2010, vinte e dois foram abandonados a própria sorte. Estes bens foram protegidos pela valoração justamente por serem peças chaves numa reativação da primeira ferrovia do país, segundo os próprios técnicos do IPHAN-RJ.
Em mais um retrocesso contra o Patrimônio Cultural Ferroviário e contra a primeira estrada de ferro do país, o IPHAN limitou os bens valorados aos existentes no complexo ferroviário de Guia de Pacobaíba: antiga caixa d’água; rotatória; Estação Ferroviária de Guia de Pacobaíba; casa do agente; cais.
  Em 1854, Dom Pedro II inaugurou a primeira estrada de ferro do país, construída pelo visionário Irineu Evangelista de Souza, naquela ocasião, agraciado com o título de Barão de Mauá.
Em 1954, outro visionário, Rodrigo Mello Franco de Andrade, então diretor do SPHAN, determinou o tombamento do primeiro trecho ferroviário do país.
O primeiro trecho ferroviário do país permanece tombado e abandonado à própria sorte, apesar de haver pelo menos três ações civis públicas e uma ação popular tramitando na Justiça Federal contra o IPHAN e o Município de Magé.
Depois da arbitrária extinção do Fórum Permanente de Preservação do Patrimônio Cultural Ferroviário do IPHAN-RJ, no ano passado, a desvaloração de bens considerados pelos próprios técnicos do IPHAN-RJ como peças chaves para a reativação do primeiro trecho ferroviário do país foi um duro golpe.

 ANTONIO SEIXAS

Presidente da Comissão Pró-Memória da OAB - Magé

Conselheiro titular do Colegiado de Patrimônio Cultural Material do CNPC/MinC

quinta-feira, 15 de junho de 2017

CIEP DE SURUÍ PROMOVE DEBATE SOBRE AFRICANIDADE E RESPEITO RACIAL

Nathália debateu e cantou
Juliana e Luiz Roberto
Em parceria com os professores Juliana e Luís Roberto, da mesma unidade escolar, os arte-educadores (animadores culturais) do CIEP Brizolão 327pedro Américo, em Suruí, Rodrigo Lobo e Demétrio Sena realizaram na quarta-feira 14 de junho o debate AFRICANIDADE - RESPEITO RACIAL, com a presença de uma convidada que foi muito aplaudida pelos alunos locais, das turmas de segundo e terceiro anos do ensino médio, a rapper e ativista em movimentos de africanidade Nathália Negrão. No evento, foram debatidas questões como exclusão social,  religiosidade, sistema de cotas, orgulho e empoderamento negros. O debate foi intermediado por Demétrio e Rodrigo, e as questões foram estendidas aos alunos, que tiveram chances de fazer perguntas e se manifestar a respeito do tema.
A convidada Nathália Negrão, que participou ativamente do debate, também soltou a voz, com um rap à capela, de sua autoria, e cantou ao lado de Rodrigo Lobo peças da MPB. Outros professores locais se fizeram presentes no auditório, além da diretora geral Alcimar e a professora orientadora Cláudia, que sempre apoiam as realizações da animação cultural. O início foi ás 10:30min, e o evento se estendeu até 12h20min. O debate AFRICANIDADE - RESPEITO RACIAL é o primeiro da série PAPOS DE COPA, criada em referência aos debates livres que os professores sempre fazem informalmente, na copa do CIEP, nos breves intervalos para um café. O próximo tema está em estudo, e em breve será  anunciado. As fotos são de momentos que marcaram o debate.

O aluno Everton foi chamado ao palco e cantou com Nathália e Rodrigo










terça-feira, 13 de junho de 2017

FALTA DE RESPEITO, EDUCAÇÃO E ÉTICA EM FRAGOSO

Moradores mal educados da rua 11 no Parque Sayonara, em Fragoso, dão um péssimo exemplo de falta de educação, ética e respeito: levam o lixo, que deveria esperar pela coleta em suas calçadas, e põem no meio do asfalto, na Rua vizinha, a Rua 7. O resultado é um amontoado de sacos fétidos que são rasgados por cães de rua e atraem ratos, lacraias e outros bichos nocivos à saúde.
A falta de noção desses moradores da Rua 11 é tão grande, que eles nem imaginam o quanto prejudicam não só os moradores da rua vizinha, mas também a si próprios. No dia desta foto, por exemplo, uma ratazana bem gorda saiu do lixo e foi direto para o quintal de uma das casas da própria Rua 11. Uma pena que moradores de uma rua tão bonita sejam tão mal educados, o suficiente para acharem que podem manter isso prejudicando o próximo.
Os moradores da Rua 7 pedem aos da Rua 11 que sejam mais educados, mais éticos e respeitosos, e ao mesmo tempo pedem à prefeitura, via setores competentes, que tomem uma providência contra esse grande abuso. Espera-se um bom desfecho.